terça-feira, 14 de maio de 2013

Momento Cult #6 - "Clube da Leitura"

Esta postagem "semanal", que dá muito trabalho, será sobre livros. Então sente-se confortavelmente onde quer que seja e aprecie sinopses, Títulos e outras coisas.

                 "Olha, eu li esse tal de Momento Cult e achei uma coisa muito bo-ni-ta."
                                                                                          Tony Ramos.

Se você lê essas babaquices que eu escrevo, então, acho que você lê livros, revistas em quadrinhos e outras coisas do tipo. Então aqui vai um momento de alegria para vida dos leitores matinais de ônibus (que nunca entendi como eles conseguem ler nessa situação).
Digamos que eu não seja uma ótima pessoa para falar sobre leitura, até porque todos os livros que já li na minha vida podem ser contados nos dedos de uma mão. Mas não me julguem, eu fui apresentado aos livros muito tarde, e quando digo livros, digo livros que me interessam e não livros que eu seja forçado a ler, como os livros escolares. Mas felizmente fui apresentado as revistas em quadrinhos, como toda criança, o que me ajudou a escolher a profissão que gostaria de seguir. Esse foi um grande passo para aprender a gostar de ler, mas ler para me distrair. O que não pensava que era possível com livros como de Geografia, Matemática ou Português. As poucas vezes que pegava esses livros eu tinha que fazer algum dever, estudar para alguma prova e acompanha-lo e/ou lê-lo com o professor. O primeiro livro que tive vontade de ler e que me chamou atenção foi "Marley e Eu", a história de um cachorro bagunceiro e seu dono jornalista. Uma ótima história que não me jogou definitivamente para o mundo da leitura mas que foi uma grande influência que me levou a ler outros livros. Eu demorei 1 ano para ler esse livro que tinha, eu acho, um pouco mais de duzentas páginas (é, demorei muito mesmo). Esse livro era emprestado e eu não devolvi até hoje... Mas, voltando ao assunto, depois de algum tempo lançaram o filme desse livro e vi que muitas coisas engraçadas que estavam no livro não foram para o filme. A partir daí pensei "Putz, então na leitura de um livro eu posso obter muito mais detalhes do que num filme feito a partir do mesmo..." (Coisa de adolescente idiota, o que ainda sou). Isso foi uma grande revelação para mim, mas mesmo assim eu fiquei um bom tempo sem ler. Até que um dia quando estava no supermercado focado em comprar um Bluray Disc de um filme e depois de ser informado que neste supermercado não vendia Bluray disc, DVD ou CD (era um quase-supermercado), dei uma pirada e resolvi comprar R$70,00 em livros pra tirar meu atraso com a leitura. Um desses livros foi a "A Batalha do Apocalipse", que definitivamente me jogou nesse mundo maravilhoso da leitura e comecei a encarar os livros não como algo que seja chato, mas como um momento de diversão e reflexão.

Então, vamos as indicações de leituras pra você que quer se aventurar nesse mundo ou que já se aventura a muito tempo e quer mais um bom livro pra pôr na estante.

Eu começo com o surpreendente "A Batalha do Apocalipse" muitas páginas e muito foda. Essa é a melhor descrição do livro e por mais que eu tente criar uma sinopse ou algo parecido, não consigo. O livro tem tudo pra ser fodástico. Olha só se isso não foi predestinado a dar certo. Misture a história do fim do mundo, com anjos putos com os humanos e outros que os defendem até a morte, um anjo renegado chamado Ablon que vive na Terra desde quase a primeira civilização existente, uma feiticeira gostosa, várias tramas além da central que são inteligentemente conectadas em partes do livro ou que explicam tal situação, dois inimigos mortais e uma gigantesca guerra envolvendo o bem e o mal. Após misturar tudo isso temos a melhor obra de ficção nacional já criada.
Outro livro é "A história Natural dos Ricos". Esse é um livro de humor que te ensina muita coisa. Mas de que tipo de humor eu estou falando? Ás vezes "A História Natural dos Ricos" se mostra como um livro de zuação com os ricos, mostrando seus hábitos e os comparando com os dos animais como chimpanzés, bonobos, orangotangos, aves e outros. Além disso, nos mostra a rivalidade, truques de como manter a família rica por gerações, técnicas usadas pelos ricos para saber quando e como se exibir sendo discreto, como se vestir dependendo da sua conta bancária, a hora certa de doar e qual o valor da doação... Um livro para se rir do começo ao fim e aprender muito também sobre a história de uma classe social que no livro é interpretada como uma subespécie da nossa.

E isso é tudo que eu consegui reunir de informação pra vocês. Desculpa pelo atraso e desculpa por não ter desenhado nenhuma charge ou tira. Queria informar que outras postagens do Momento Cult virão, mas talvez não seja mais semanal por causa da produção da animação. Se gostou, se não gostou, se me odeia, se vai comprar algum livro que citei, se não vai comprar p*#$% nenhuma, compartilhe.